Pesquisadores criam sistema de WiFi que pode identificar pessoas através de paredes.

Você já imaginou poder identificar quem está dentro de uma casa por meio de medições de energia? Pois saiba que isso pode começar a se tornar uma realidade, um novo sistema por meio de vídeo WiFi está fazendo identificação de pessoas através de paredes.

Um grupo de pesquisadores da Universidade da Califórnia, desenvolveu uma tecnologia que utiliza um tipo de rede como o WiFi para contar pessoas em determinados lugares.

O aparelho XModal-ID está sendo testado pela equipe de desenvolvimento, seu objetivo principal é auxiliar em ações de vigilância e segurança. A abordagem proposta é de possibilitar determinar se uma pessoa por trás de uma parede é a mesma captada em uma filmagem e, para isso, utilizam apenas um par de transceptores WiFi.

Nos testes já realizados, um transmissor e um receptor WiFi foram colocados em paredes do lado fora de uma sala na qual havia uma pessoa andando. Com esta ação, o transmissor enviou um sinal sem fio e o receptor mediu a potência.

Em seguida, considerando as imagens de um vídeo de uma pessoa de outro local e utilizando apenas as medições de energia recebidas pelo dispositivo sem fio, o receptor conseguiu determinar se a pessoa atrás da parede era a mesma vista nas imagens de vídeo ou não.

Esse sistema é baseado em um trabalho anterior do Mostofi Lab, que foi o precursor na detecção de sinais de frequência de rádio, como o WiFi.

Entretanto Mostofi alerta que identificar uma pessoa através das paredes tendo como base vídeos é “um problema consideravelmente desafiador” já que “A maneira como cada um de nós se move é único” e indaga “Como capturamos e comparamos adequadamente o conteúdo das informações dos sinais de vídeo e WiFi para determinar se eles pertencem à mesma pessoa?”.

Chitra Karanam, estudante de doutorado que participa do projeto então explica que a abordagem realizada é multidisciplinar que grupo partiu de algumas imagens e utilizou um algoritmo de recuperação para extrair a malha 3D que descreve a superfície externa do corpo humano. A partir daí, é utilizada a aproximação de onda eletromagnética de Born para simular o sinal que seria gerado caso essa pessoa estivesse andando em uma área WiFi.

Na sequência, os pesquisadores utilizaram a sua abordagem de processamento de frequência para extrair os principais recursos do sinal WiFi que foi medido atrás da parede e do sinal simulado baseado no vídeo. Esse sistema faz então a comparação para determinar se a pessoa na área de WiFi é a mesma do vídeo.

Os testes em laboratório obtiveram um resultados promissores e a precisão geral na identificação correta da pessoa atrás da parede foi de 84%. A metodologia proposta e os resultados experimentais serão apresentados na 25ª Conferência Internacional sobre Computação e Redes Móveis.

 

 

Fonte: TecMundo