Apple deve anunciar serviço de transmissão de vídeo e conteúdo de TV no fim do mês

A Apple deve anunciar um serviço de transmissão de vídeo e conteúdo de TV no próximo dia 25, para concorrer com o Netflix e a Amazon.

A empresa chamou a imprensa para um evento nesse dia, em sua sede, na Califórnia. No convite divulgado, a Apple não especificou o assunto, dizendo apenas: “É hora do show”.

Fontes haviam afirmado à Reuters que a Apple previa para abril o lançamento global de um serviço de streaming que vai, provavelmente, incluir assinaturas.

A indústria espera por isso há tempos. A Apple investiu US$ 2 bilhões em Hollywood para produzir seu próprio conteúdo e ter estrelas como Oprah Winfrey.

Fontes próximas do assunto afirmaram à Reuters que o serviço poderá revender assinaturas de programas de CBS, Viacom e Starz, além de ter seu próprio conteúdo original. E que a HBO também poderá se tornar parte do serviço.

A loja de aplicativos da Apple, onde o serviço de TV provavelmente será distribuído, está disponível atualmente em mais de 100 países.

A receita potencial com um serviço de TV se tornou foco de investidores após a Apple divulgar em janeiro a primeira queda de vendas de iPhones durante as festas de fim de ano e afirmar que iria reduzir os preços do aparelho em alguns mercados para compensar mudanças cambiais.