Anatel permitirá limitação de acesso à internet

Depois de debates internos, o presidente da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), João Rezende, afirmou que a agência não vai controlar ou regularizar os modelos de negócios das empresas. As operadoras ficaram livres para decidir se vão cortar acesso ou diminuir a velocidade dos usuários, considerando limites determinados por elas mesmas. A Vivo já havia anunciado no início deste ano que o faria, mas as medidas estavam proibidas.

O evento, que contou com falas do secretário de inclusão digital e internet do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações (MCTIC), Maximiliano Martinhão, mostrou a necessidade de informar cidadãos a respeito dos pacotes que contrata e encontrar um equilíbrio entre as partes. Ele afirma que não serão tolerados abusos.

Nem todas as operadores mantêm a mesma posição da Vivo sobre o limite de acesso. A Oi, por exemplo, disse que não pratica interrupção de navegação após o término da franquia, embora conte com um limite de dados mensal proporcional à velocidade contratada. A Tim, por sua vez, afirmou em nota que “não prevê mudanças nos planos atuais”.

Fonte: InfoMoney